Guerra Cívil de 1832-34

. quinta-feira, 24 de maio de 2012




Agora já sabes responder:
1. Explica qual foi a reacção de D. Miguel, após o D. João VI ter assinado a Constituição de 1822. (resposta da Beatriz Silva, nº 5 do 8º 7ª).
Após D. João VI ter regressado a Portugal e ter jurado a Constituição de 1822, D. Miguel juntamente com sua mãe D. Carlota Joaquina iniciaram uma conspiração que tinha por objetivo por fim ao regime liberal. Para alcançar o objetivo a que se propunha, D. Miguel organizou dois golfes militares, a Vilafrancada (1823) e a Abrilada (1824) mas foi mal sucedido e teve que sair de Portugal.

2. Explica a acção de D. Pedro após a morte de D. João VI. (resposta da Sofia Santos, nº 25 do 8º 7ª).
A acção de D.Pedro após a morte de D. João VI foi que D. Pedro abdicaria do trono de Portugal a favor de sua filha D. Maria Glória e dotava o país de uma carta constitucional (1826) mais moderada que a constituição de 1822, por outro lado D. Miguel casava com a sobrinha e tornava-se regente após jurar a carta.

3. Explica no que consistiu a Convenção de Évora Monte. (resposta da Raquel Ascenção, nº 23 do 8º 8ª)
A convenção de Évora Monte consistiu num diploma assinado entre liberais e miguelistas, que pôs termo à Guerra Civil portuguesa onde D. Miguel aceita a derrota e cai para o exílio e Portugal passa a ser uma monarquia Liberal.

4. Indica qual é o nome completo de D. Pedro IV. (resposta do Ayrton Brito, nº 4 do 8º 7ª)
O nome completo de D.Pedro IV é: Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

32 comentários:

Ayrton Brito 8º 7ª nº4 disse...

1-

2- D.Pedro abdica do trono brasileiro e volta à Europa.

3- Consistiu que D.Miguel fosse expulso e fosse para o exílio; e que o liberalismo instalou-se definitivamente.
4- O nome completo de D.Pedro IV é: Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon

mariana carmo 8º7ª disse...

1- Após o D. João VI ter assinado a Constituição de 1822 D. Miguel regressa a Portugal e proclama-se rei absoluto.
2- D. Pedro após a morte de D. João VI tornou-se sucessor e abdica da filha, D. Maria que tem de casar com o tio D. Miguel.
3- A Convenção de Évora Monte assinou-se após a derrota dos absolutistas, e fez com que D. Miguel fosse expulso e fosse para o exílio e que o liberalismo se instala-se definitivamente - restauração da carta.
4- O nome completo de D. Pedro IV era Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Susana Raquel Nº26 8º7ª disse...

1- D.Miguel não aceitava o novo regime e assim começou a conspirar. D.Miguel, através de 2 golpes militares, a Vilafrancada e a Abrilada, tentou pôr termo ao regime liberal.

2- D.Pedro abdicou do trono a favor de sua filha D.Maria de Gloria e criou no país uma carta Constitucional mais moderna do que a constituição de 1822. Forçou D.Miguel a casar com a sobrinha e a jurar a carta tornando-se regente.

3- D.Miguel não respeitou o compromisso assumido, tentando impor o regime absolutista e iniciando uma perseguição aos liberais. D.Pedro abdicou do trono do Brasil e rumou a Portugal, reunindo com exilados liberais tendo desembarcado no Porto, com o objectivo de restabelecer o regime liberal, dando origem a uma guerra que provocou várias derrotas de tropas miguelistas. A Convenção de Évora Monte representou o assinar da paz e a restauração da carta, implantando o liberalismo
definitivamente em Portugal.

4- O nome completo de D.Pedro IV é Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Susana Raquel Nº26 8º7ª

Ana Rita Nº1 8º8ª disse...

T.P.C. de Ana Rita Nº1 8º8ª
Guerra Cívil de 1832-34

1-A reacção de D. Miguel após D. João VI ter assinado a Constituição de 1822 foi tentar regressar á monarquia absoluta tentando criar assim 2 revoltas, Vilafrancada em 1823 e Abrilada em 1824.

2-Após a morte de D. João VI D. Pedro abdicou na filha, D. Maria, mas com o acordo de se casar com D. Miguel.

3-A Convenção de Évora-Monte foi uma convenção que se deu em 1834 onde D. Miguel finalmente aceitou a derrota e foi para o exilio. Devido a este acontecimento Portugal passou a ser uma monarquia liberal.

4-O nome completo de D. Pedro IV é Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

André disse...

1) Após D.João VI ter assinado a constituição de 1822, D.Miguel provoca duas insurreição, a de Vilafrancada em 1823 e de abrilada em 1824
2) Após a morte de D.João VI, D.Pedro abdica em favor da filha Maria que tinha de casar com o tio dela D.Miguel. Maria passa a ser D.Maria II
3) A convenção de Évora-monte em 1834 fez com que D.Miguel fosse expulso e caí-se para o exilio, e que o liberismo instala-se definitivamente
4) O nome completo de D.Pedro IV era Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascual Cipriano Serafim de Bragança e Bourbou

Raquel Ascenção 8º8º disse...

1-A reação de D. Miguel após D. João VI ter assinado a constituição de 1822, foi a ocorrência de divergências na sociedade pois havia a tentativa de regresso á monarquia absoluta chefiada por D. Miguel, originando 2 tentativas de revolta a Vila-Francada- 1823 e Abrilada- 1824.

2-A ação de D. Pedro após a morte de D. João VI em 1826 é que tinha de abdicar da sua filha D. Maria, mas com este acordo D. Maria teria de casar com o seu irmão D. Miguel.

3-A convenção de Évora Monte consistiu num diploma assinado entre liberais e miguelistas, que pôs termo á Guerra Civil portuguesa onde D. Miguel aceita a derrota e cai para o exilio e Portugal passa a ser uma monarquia Liberal.

4-O nome completo de D. Pedro IV é Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Sofia Santos 8º 7ª disse...

1. A reação de D.Miguel após o D. João VI ter assinado a contituição de 1822 onde se consagrava a separação dos poderes, absolutista e liberalista e com o apoio de alguns portugueses e de sua mãe D. Carlota Joaquina, este conspirou contra o regime liberal e armou dois golpes militares, Vilafrancada(1823) e Abrilada (1824)onde acabou mal sucedido.

2.A acçao de D.Pedro após a morte de D. João VI foi que D. Pedro abedicaria do trono de Portugal a favor de sua filha D. Maria Glória e dotava o país de uma carta constitucional (1826) mais moderada que a constituição de 1822, por outro lado D. Miguel casava com a sobrinnha e tornava-se regente após jurar a carta.

3. A Convenção de Évora Monte, foi um diploma assinado entre liberais e miguelistas na vila alentejana de Évoramonte, em 26 de Maio de 1834, que pôs termo à Guerra Civil Portuguesa (1828-1834).

4. O nome completo de D. Pedro IV é Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon

Filipe 8º7ª disse...

1- Depois de D.João IV ter assinado a constituição D. Miguel e D. Carlota Joaquina lideram 2 revoltas a Vilafrancada (1823) e a Abrilada (1924)
2- Depois da morte de D. João IV, D. Pedro regressa a Portugal.
3- Na Convenção de Évora-Monte D. Miguel foi e espulso de Portugal e mandado para o exilio, e o liberalismo instalou-se em Portugal.
4- O nome completo de D.Pedro IV de Portugal é Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Rodrigo Bonito nº23 8º7ª disse...

1- A reação de D. Miguel foi a Reaçã dos Absolutistas, onde em 1823 houve uma guerra civil em Vila Franca de Xira (Vilafrancada), e outra em Abril de 1824 (Abrilada) ambas lideradas por D. Miguel e D. Carlota Joaquina.

2- A ação de D. Pedro, foi abdicar do trono para sua filha D. Maria e tem que casar D. Miguel.

3- A convenção de Évora-Monte consistiu em expulsar D. Miguel e instalar o Liberalismo definitivamente.

4-Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Leonardo Fortes disse...

1- Alguns portugueses não viram com bons olhos o novo regime e começaram a conspirar. No centro desssa conspiração estava a rainha D. Carlota e o seu filho D. Miguel. Este procurou através de dois golpes militares(Vilafrancada e Abrilada), pôr termo ao regime liberal, mas foi mal sucedido e teve que sair de Portugal.
2- Após a morte do rei D. João VI, D. Pedro, Imperador do Brasil, abdica do trono de Portugal em favor da sua filha D. Maria da Glória que por sua vez casaria com D. Miguel fazendo com que este jura-se uma carta constitucional mais moderada. No entanto, assumida a regência, D. Miguel rejeitou a carta constitucional e lançou uma verdadeira perseguição aos liberais. Em 1831, D. Pedro abdicou do trono brasileiro e rumou à Europa, indo instalar-se com exilados liberais nos Açores. No ano seguinte desembarcou com as suas tropas perto da cidade do Porto que ocupou.
3- A convenção de Évora- Monte recebeu este nome devido ao facto de ter sido ãssinada nesta região.
A sua finalidade foi a de por termo à guerra existente entre liberais(liderada por D. Pedro) e absolotistas(liderada por D. Miguel).
Numa altura em que o exército de D. Miguel já se encontrava retirado no Alentejo com imensas fragilidades e muitas baixas, este tentou pedir um amnisticio aos generais liberais, no entanto estes fizeram-lhe saber que D. Pedro apenas aceitaria uma rendição incondicional.
Assim D. Miguel aceitou a rendição nos termos estabelecidos nessa reunião que determinava entre outras coisas a saída permanente de D. Miguel de Portugal e a proibição deste regressar à Peninsula Ibérica.
4- O nome completo de D. Pedro IV, era: Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Ana Mafalda Dias Gouveia nº2 t:8º7ª disse...

Ana Mafalda Dias Gouveia
Nº2 T:8º7ª

1)Após D.JoãoVI ter assinado a Constituição de 1822, D.Miguel fez 2 golpes militares o 1º em 1823 na vilafrancada e o 2º em 1824 a Abrilada.

2)A ação de D.Pedro após a morte de D.João foi que este abdicou de ser imperador de brasil em favor de filha D.Maria ter de casar cm o tio D. Miguel.

3)A Convenção de Évora Monte consisti-o para a expulsão de D.Miguel e sua ida para o exílio e a definitiva instalação de liberalismo em Portugal (restauração da carta).

4)O nome completo de D.PedroIV é Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Paula Gouveia Nº:22 T: 8º7ª disse...

PAULA GOUVEIA Nº22 T:8º7ª

1)Após D.JoãoVI ter assinado a Constituição de 1822, D.Miguel fez 2 golpes militares o 1º em 1823 na vilafrancada e o 2º em 1824 a Abrilada.

2)Após a morte de D.João VI, D.Pedro ( imperador do brasil )abdica em favor da filha, D.Maria e tem de casar com o tio, D.Miguel.

3)A Convenção de Évora Monte consistia em D.Miguel ser expulso e ir para o esilio e em haver liberalismo instalado definitivamente.

4)O nome completo de D.PedroIV é Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Denis Santos nº 7 8º7ª disse...

1- A reacção de D. Miguel, após o D. João VI ter assinado a Constituição de 1822 foi que não aceitou o novo regime e tentou fazer dois golpes militares.

2- A acção de D. Pedro após a morte de D. João VI foi abdicar em favor da filha D.Maria e ela tem de casar com o tio D.Miguel.

3- A Convenção de Évora Monte consiste em expulsar e mandar D-Miguel para o exílio,o liberalismo instalar-se definitivamente e a restauração da corte.

4- O nome completo de D. Pedro IV é: Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon

Beatriz Silva 8º 7ª disse...

1 - Após D. João VI ter regressado a Portugal e ter jurado a Constituição de 1822, D. Miguel juntamente com sua mãe D. Carlota Joaquina iniciaram uma conspiração que tinha por objetivo por fim ao regime liberal. Para alcançar o objetivo a que se propunha, D. Miguel organizou dois golfes militares, a Vilafrancada (1823) e a Abrilada (1824) mas foi mal sucedido e teve que sair de Portugal.

2 - Com a morte de D. João VI em 1826 surge um problema de sucessão ao trono Português. D. Pedro, o filho primogénito,
era Imperador no Brasil e D.Miguel era adepto do absolutismo. Deu-se uma solução de compromisso. D.Pedro abdicava do trono de Portugal a favor de sua filha D.Maria da Glória e dotava o Portugal de umaCarta Constitucional (1826) que era
mais moderada que a Constituição de 1822. D. Miguel casava com a filha de D. Pedro e seria o regente após jurar a carta.
Em 1831, D. Pedro abdicou do trono brasileiro e regressou à Europa instalando-se nos Açores com outros exilados liberais.
Em 1832, D. Pedro (O Libertador) juntamente com as suas tropas desembarcou em Arnosa de Pampelido, perto da cidade do Porto, que ocupou em defesa das ideias liberais e do liberalismo.

3 - A Convenção de Évora-Monte assinada em 1834 põe fim á guerra civil entre Miguelistas (absolutistas) e liberais
(D. Pedro). Entre Julho de 1832 e Agosto de 1833 a cidade do Porto sofreu um forte cerco por parte dos absolutistas. Após várias derrotas militares D. Miguel assinou a paz através da convenção Évora- Monte. A Carta foi restaurada e o liberalismo implantou-se definitivamente em Portugal.

4 – O nome completo de D. Pedro IV era Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael
Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon. Era filho de D. João VI e de D. Carlota Joaquina e
nasceu a 12 de Outubro de 1798 no Palácio de Queluz. Cognominado de O Libertador ou de o Rei Soldado faleceu em 1834,
ano em que o liberalismo venceu.

eunice disse...

1-
2-A ação de D.Pedro foi abdicar da filha D.Maria mas D.Miguel tem de se casar com ela.
3-D.Miguel na convenção de Évora Monte teve de aceitar a derrota vai para o exilio.
4-O nome completo era Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon

Marta 8º7ª disse...

1)

2) D.Pedro abdica em favor da filha, Dª Maria, e tem que casar com o tio D.Miguel.

3) consistiu em que D.Miguel é expulso e o liberalismo instala-se definitivamente (restauração da carta).

4)o nome completo de D.Pedro IV é: Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon

Tânia nº27 8º8ª disse...

1. A reação de D. Miguel após D. João VI ter assinado a Constituição de 1822 foi que ele tentou pôr termo ao regime liberal, mas este foi mal sucedido.

2. D. Pedro abdicava do trono de Portugal a favor de sua filha D. Maria da Glória e dotava o país de uma Carta Constitucional mais moderada que a constituição de 1822, por outro lado D. Miguel casava com a sobrinha e tornava-se regente após jurar a Carta.

3. A Convenção de Évora Monte constistiu em implantar definitivamente o Liberalismo em Portugal.

4. Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Joana Filipa nº12 8º8ª disse...

TPC Joana Filipa nº 12 8º8ª

1. A reacção de D. Miguel, após o D. João VI ter assinado a Constituição de 1822, foi a seguinte:
O radicalismo da Revolução Liberal de 1820 e da Constituição de 1822 originou uma forte oposição das ordens privilegiadas (as lideradas por D. Miguel, segundo filho do rei D. João VI): golpes contra-revolucionários de Vilafrancada (1823) e Abrilada (1824).
Perante o fracasso destas duas tentativas de restauração da velha ordem política e social, D. Miguel é obrigado a abandonar Portugal, exilando-se em Viena (Áustria).
(Retirado e adaptado: http://historian.blogs.sapo.pt/)

2. D. Pedro não podia acumular os cargos de Rei de Portugal e Imperador de um Brasil independente, e por outro lado, o seu irmão D. Miguel participara por duas vezes em tentativas de assassínio do seu pai e não era visto com bons olhos pelos portugueses. Em 1826 D. Pedro torna-se Rei de Portugal, tendo abdicado cerca de sete dias depois em favor da sua filha Maria da Glória e regressado novamente ao Brasil, já que a Constituição brasileira não lhe permitia governar dois países.
(Retirado e adaptado: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_I_do_Brasil)

3. A Convenção de Évora Monte consistiu no seguinte:
Era a capitulação dos miguelistas, assinada a 26 de maio de 1834, que pôs termo à guerra civil entre liberais liderados por D. Pedro, e absolutistas chefiados por D. Miguel. Na fase final das Revoluções Liberais, após o desastroso cerco do Porto e da derrota da Asseiceira, o exército miguelista retirou-se para o Alentejo diante do avanço de Saldanha e do duque da Terceira, D. Miguel, apercebendo-se da fragilidade do seu exército, fruto das baixas, reuniu um Conselho em Évora, e nele se deliberou pedir um armistício aos generais liberais.O general Azevedo e Lemos, comandante dos absolutistas, interpelou os generais Saldanha e Terceira com o intuito de serem discutidas as condições do armistício. Saldanha e Terceira fizeram-lhe saber que D. Pedro apenas aceitaria uma rendição incondicional. Acrescentaram ainda que as suas tropas continuariam a avançar em direção a Évora, onde estava o exército miguelista, até que este se rendesse. D. Miguel, vendo-se incapaz de prosseguir a guerra, aceitou a rendição. Os generais Saldanha e Terceira reuniram-se então com o comandante realista, na presença de John Grant, secretário da Legação Britânica em Lisboa, numa casa da povoação de Évora-Monte, onde foram definitivamente estabelecidos os termos da rendição. Ficou, entre outras disposições, estipulado o seguinte: amnistia política de todos os delitos; saída livre dos miguelistas, com livre disposição dos seus bens; conservação dos postos; saída permanente de D. Miguel de Portugal no prazo de quinze dias, e proibição de regressar à Península Ibérica; deposição e entrega das armas dos miguelistas.
(Retirado e adaptado: http://www.infopedia.pt/$convencao-de-evora-monte)

4. O nome completo de D. Pedro IV é:
Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.
(Retirado e adaptado: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedro_I_do_Brasil)

:)

tomas 8/7 28 disse...

1-

2-D.Pedro abdicou do trono em favor de D. Maria ou seja esta para isso teria de casar com o seu tio, D. Miguel.

3-Consiste na implementação do Liberalismo definitivamente em Portugal e D.Miguel e expulso de Portugal e vai para o exílio.

4- O seu nome era: Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Anónimo disse...

1-Após D.João VI ter assinado a Constituição de 1822, houve uma tentativa de regresso à monarquia absoluta chefiada por D. Miguel.

2-Após a morte de D. João VI, D. Pedro abdicou o trono na filha, D. Maria, com o acordo de ela teria de se casar com o seu tio D. Miguel.

3-A Convenção de Évora Monte consistiu foi o documento por onde D. Miguel assinou a paz e foi enviado para o exílio, graças a isto a Carta foi restaurada e o liberalismo implantou-se definitivamente no nosso país.

4-O nome completo de D. Pedro IV é, Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Rita Fernandes oitavo oitava disse...

1- A reação de D. Miguel após o D. João VI ter assinado a Constituição de 1822 foi chefiar uma tentativa de regresso à monarquia absoluta.
2- A ação de D. Pedro após a morte de D. João VI foi abdicar do trono do Brasil na filha D. Maria com o acordo de ela se casar com o seu tio D. Miguel.
3- A Convenção de Évora Monte consistiu na assinatura de D. Miguel aceitando a sua derrota. Graças a isto a Carta foi restaurada e Portugal passou a ser uma monarquia liberal.
4- O nome completo de D. Pedro IV era Pedro de Alcântra Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Mamadu baldé nº17 8º7ª disse...

1- A reacção do D. Miguel após o D. João VI ter assinado a constituição de 1822 foi regressar a Portugal e proclamar-se como rei absoluto.


2- A acção do D. Pedro após a morte de D.João foi abdicar do trono brasileiro e regressou a Europa (Açores)


3- A convenção da Évora monte consiste na expulsão e Exílio do D. Miguel e restauração definitiva dos Liberais.


4- O nome completo do D. Pedro IV era Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

joão vieira nº 29 8º8ª disse...

1. Explica qual foi a reacção de D. Miguel, após o D. João VI ter assinado a Constituição de 1822.
A reacçao de D. Miguel foi uma tentativa de regressar a monarquia absoluta, tentativa de revolta.

2. Explica a acção de D. Pedro após a morte de D. João VI.
Apos a morte do seu pai, D.Pedro abdicou da filha com o acordo de se cazar com D. Miguel.

3. Explica no que consistiu a Convenção de Évora Monte.

A convenção de Evora Monte consistiu na consideração de derrota por parte de D. Miguel, e a sua partida partida o exilio (Austria)

4. Indica qual é o nome completo de D. Pedro IV.

O nome completo é Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.


João Vieira

Francisco Gil Fachadas N 10 8 7 disse...

1. Explica qual foi a reacção de D. Miguel, após o D. João VI ter assinado a Constituição de 1822.


2. Explica a acção de D. Pedro após a morte de D. João VI.
D.Pedro após a morte de D. João VI , abdica em favor da filha , Dª Maria tendo ela de casar com o Tio D. Miguel.
3. Explica no que consistiu a Convenção de Évora Monte.
A Convenção de Évora-Norte , D.Miguel é expulso vai para o exílio , o Liberalismo instala - se definitivamente e dá se a Restauração da Carta.

4. Indica qual é o nome completo de D. Pedro IV.
Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José de Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.


Francisco Gil Fachadas N 10 8 7

João Baptista nº13 8º7ª disse...

1-d.migel após d.joao VI ter assinado a constituição de 1822 foi ter oorganizado a vilafrancada e abrilada.

2- d.pedro abdica a favor da filha,d maria e têm de casar com o tio d.miguel.

3-consistiu na expulsão de d.miguel que é mandado para o isilu e o liberalismo instala-se definitivamente.

4-O nome completo é: Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Catherine Santos disse...

1. D. Miguel passa a ter opniões absolutistas e entre 1823 e 1824 lidera junto com sua mãe D. Carlota Joaquina, golpes de estado que não são bem sucedidos.

2. D. Pedro permanece no Brasil até que D. Miguel, seu irmão, se proclama rei absoluto de Portugal. Assim D.Pedro volta para Portugal abdicando do seu trono no Brasil.

3. Consiste na expulsão de D.miguel para o exilo , permanencia do liberalismo em Portugal e a restauraçãoda Carta.

4. O nome completo de D.Pedro era Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquin José Gonzada Pascoal Cipiriano Serafim de Bragança de Bourbon

Mariana Oliveira disse...

1 .D. Miguel, com a ajuda de D. Carlota Joaquina , conspirava contra o regime liberal, esforçando-se para o derrubar. Em 27 de Maio de 1823, D. Miguel, à frente de um regimento de infantaria e de alguns soldados de cavalaria, fez com que uma contra-revolução se instalasse, em Vila Franca de Xira e com isto proclamou novamente o absolutismo. Mais tarde o governo foi demitido e foi prometida uma nova Constituição e D.Miguel foi nomeado o chefe dos exércitos.

2. Após a morte de D.João VI, D.Pedro abdicou do trono em favor de sua filha D. Maria, que por sua vez teria de casar com o seu tio (D. Miguel).

3. Consistiu na expulsão de D.Miguel (para o exílio) e na instalação definitiva do Liberalismo.

4. O nome completo de D.Pedro IV é Pedro de Alcântra Fancisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança Bourbon.

Sofia Matos nº26 8º8ª disse...

1. D.Miguel tenta um regresso á monarquia absoluta através da revolta em Vilafrancada (1825) e em Abrilada (1824) estas tentativas foram mal sucedidas por isso D.Miguel teve de sair de Portugal.
2. D. Pedro, após a morte de D. João VI decide abdicar o trono na filha D.Maria com o acordo de se casar com D.Miguel e de este respeitar e jurar a Carta Constitucional.
3. A Convenção de Évora Monte foi um diploma assinado entre liberais que pôs termo á Guerra Civil Português. D Miguel aceita a derrota e vai para o exílio. Foi assinado a 26 de Maio de 1834.
4. O nome completo de D.Pedro IV é Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

ines nº 17 disse...

1- Depois de D. João VI ter assinado a constituição de 1822, D. Miguel reage com duas tentativas de revolta, com fim a regressar á monarquia absoluta, assim dá se a Vila-Francada, em 1823, e a Abrilada em 1824, estas foram as divergências provocadas na sociedade, mais tarde morre D. João VI, em 1826.
2-Após a morte de D. João VI, em 1826,D. Pedro abdica do trono para D. Maria da Glória, acordando que essa se casava com D. Miguel, dotando o país de uma carta constitucional. Mas em 1828, D. Miguel recusa a carta constitucional, e proclama se rei absoluto.
3- Assim em 1831, D. Pedro abdica do trono brasileiro, rumando á Europa, em 1832 desembarca as suas tropas na cidade do Porto, ocupando e fazendo lhe um cerco doloroso e dando inicio á guerra civil, entre 1832 e 1834. Assim após sucessivas derrotas, D. Miguel assina o tratado de paz, a convenção de Évora Monte, assim a carta foi restaurada implantando se o liberalismo em Portugal.
4- O nome completo de D. João IV é Pedro de Alcântara Francisco António João Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Serafim de Bragança e Bourbon.

Iris 8º 7ª disse...

1- D.Miguel, após D. João VI ter assinado a Constituição de 1822 tentou através de dois golpes militares (Vilafrancada, em 1823, e a Abrilada, em 1824) pôr fim ao regime liberal mas não foi bem sucedido.

2- Devido à morte de D. João VI houve um problema de sucessão, entre D. Pedro, Imperador do Brasil, ou D. Miguel, adepto do absolutismo. Decidiu-se que quem herdaria o trono era D. Pedro mas teria de abdicar em favor da filha, D. Maria, que por sua vez terá de casar com o seu tio, D. Miguel.

3- A Convenção de Évora Monte consistia num tratado onde D. Miguel assinalou a paz de Portugal após várias derrotas.

4- O nome completo de D. Pedro IV era Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Iris Costa

Anónimo disse...

1-D.Miguel não aceitava o novo regime liberal e organizou 2 golpes militares, o de vilafrancada em 1823 e o de abrilada em 1824, mas foi mal sucedido e foi obrigado a sair de portugal.

2-D.Pedro como era imperador do Brasil e para evitar os conflitos da sucesso abdicou do trono de portugal a favor da sua filha dona Maria da gloria que a deu em casamento a seu irmão D.Miguel.

3-A convenção Évora monte consistiu num acordo de paz entre D.Miguel e D.Pedro e que permitiu a restauração do liberalismo definitivo em Portugal.

4-Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

Pedro Fernandes 22 8º 8ª

Bia 8º8ª disse...

Beatriz Rodrigues nº5 8º8ª
1.Após D. João VI ter assinado a Constituição de 1822, D. Miguel tentou o regresso à monarquia absoluta.
2.D. Pedro, após a morte de D. João VI abdicou da sua filha, D. Maria com o acordo dela se casar com D. Miguel.
3.Em 1834, deu-se a Convenção de Évora Monte onde D. Miguel aceita a derrota e cai para o exílio. A partir de então Portugal passa a ser uma monarquia liberal.
4.O nome completo de D. Pedro IV é: Pedro de Alcântara Francisco António João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Cipriano Serafim de Bragança e Bourbon.

On line



Projecto da responsabilidade de Carlos Jorge Canto Vieira


Seguidores

Hoje na História

Pesquisar neste blogue